Ordem do “Loco”

Saber ganhar e perder é uma das virtudes esperadas no esporte. Mas um episódio inusitado chamou atenção nesse fim de semana, na Inglaterra, em jogo da Segunda Divisão do Campeonato Inglês. O técnico do Leeds, Marcelo “El Loco” Bielsa resolveu levar ao pé da letra o fair play e fez com que o seu time permitisse ao adversário, o Aston Villa, fazer o gol.

O fato aconteceu no fim de semana. Após o Leeds United marcar um gol com um jogador adversário do Aston Villa caído no gramado por conta de uma lesão, Bielsa ordenou que sua equipe deixasse o Villa fazer o gol de empate.

Na saída de bola, todo o time do Leeds parou e deixou a equipe adversária fazer o gol de empate. Só que, enquanto Albert Adomah se aproximava da área, o zagueiro Pontus Jansson se irritou e tentou tomar a bola do rival. O sueco não evitou o gol, ficou irritado e discutiu com os próprios colegas de time e urrou em direção ao banco de reservas. A partida terminou empatada em 1 a 1 em jogo válido pela segunda divisão do Campeonato Inglês.

O fair play (traduzido literalmente do inglês para o português: jogo justo) é uma filosofia adotada em desporto que prima pela conduta ética nos esportes. A expressão nasceu em 1896, durante as primeiras Olimpíadas da Era Moderna, em Atenas. Ou seja, ela prega que um adversário não pode levar vantagem sobre o outro de forma desonesta, independente de a regra do jogo permitir ou ser omissa sobre determinados casos.

No futebol, por exemplo, ter um jogador caído em campo não obriga a retirada de bola do gramado ou a paralisação imediata do jogo, exceto por decisão do árbitro da partida. A decisão de parar o duelo, muitas vezes, fica a critério do próprio adversário até que o juiz da partida decida intervir.

Sinceramente, não me recordava na história do futebol profissional, outros episódios sequer parecidos. Uma busca na internet, entretanto, renova a memória sobre lances do tipo e que mostraram que, mais do que vencer, competir de forma honesta é mais importante. Um dos episódios aconteceu aqui mesmo, no Brasil.

O zagueiro Rodrigo Caio, quando ainda estava no São Paulo, evitou um cartão amarelo para o atacante adversário Jô. Ele avisou ao árbitro que foi o responsável por atingir o goleiro Renan Ribeiro em dividida, que resultou em punição do rival. O árbitro cancelou o cartão e evitou que o atacante fosse suspenso para o jogo de volta.

Numa partida entre Lazio e Nápoles, pelo campeonato italiano, o centroavante alemão Miroslava Klose marcou para a Lazio e, enquanto seus companheiros comemoravam, ele foi ao árbitro e confessou ter colocado a mão na bola. O gol foi anulado.

Outro episódio curioso aconteceu no Campeonato Holandês, numa partida entre Ajax e Den Haag na Holanda. Vertonghen tentou devolver a posse de bola ao adversário, mas acabou acertando um chute no ângulo. Constrangido, ele e os demais atletas do Ajax deixaram os rivais marcarem um gol de compensação.

Em jogo do campeonato iraniano, um atacante teve a chance fazer o seu depois que o goleiro adversário se chocou com um jogador do seu time, o Moghavemat Sepasi. Preferiu não aproveitar a vantagem pelo “acidente” entre os rivais e concluiu para fora.

Todos os exemplos acima são uma parcela de diversas oportunidades em que os desportistas preferiram justiça ao invés de, necessariamente, assegurar vantagem em favor da vitória. Em esportes de alto rendimento e extremamente competitivos, vencer, submeter o adversário surge como condição básica para o sucesso. Isso porque vitória, pódio, primeiro lugar, é dinheiro.

Por outro lado, o esporte é antes de tudo, um reflexo daquilo que entendemos enquanto sociedade. Uma disputa justa vira exemplo. Para quem assiste e para quem disputa. Vencer a qualquer custo um evento de 90 minutos também.

Pé direito

O ABC iniciou com o pé direito a caminhada no Campeonato Brasileiro da Série C. A equipe venceu o Náutico-PE por 2 a 0 no domingo (28), no Estádio Frasqueirão. Anderson e Rodrigo Rodrigues fizeram os gols da partida. A vitória deixa os abecedistas com três pontos e na liderança do Grupo A, ao lado de Imperatriz-MA e Sampaio Corrêa-MA. A próxima partida dos alvinegros acontece no próximo domingo (05), contra o Treze/PB, às 16h, no Estádio Amigão, em Campina Grande (PB).

Destaque

Uma peça e a dinâmica de jogo do meio-campo abecedista teve uma mudança considerável. A atuação do meia Anderson Rosa foi determinante para o bom desempenho de um dos setores mais críticos do Alvinegro na competição. O jogador, que fez sua estreia no fim de semana, deu qualidade de passe à transição abecista da defesa para o ataque e foi responsável pelo passe que deu origem ao primeiro gol na vitória por 2 a 0 sobre o Náutico-PE. Anderson Rosa defendeu, no início da temporada, o Cabofriense no Campeonato Carioca, fez 11 jogos e marcou três gols.

Contrato de risco

O executivo de futebol do ABC, Giscard Salton, anunciou a contratação do volante Jackson Caucaia, de 32 anos, ex-Ceará. O jogador tem previsão de chegada para esta segunda-feira (29) e chega com um contrato de risco de pelo menos um mês. O jogador passa por um processo de recuperação após lesão. O atleta passou por Criciúma e Ceará, mas não permaneceu. A última partida oficial dele aconteceu em 2017 pelo clube cearense, mas foi dispensado em agosto do ano passado.

Reforços rubros

O América confirmou as contratações do meia Mikael (São Luiz-RS) e do volante Luiz Henrique (Vitória da Conquista-BA). Outro que pode pintar em breve, na equipe, é o também volante Makelelê (Sertãozinho-SP) e que teve passagem pelo ABC há alguns anos. Antes disso, o clube já havia oficializado as contratações do lateral-esquerdo Hugo e do volante Moreilândia, este último, inclusive, já desembarcou em Natal para integrar o elenco do time potiguar.

Nova camisa

O site “Footy Headlines” vazou fotos da nova segunda camisa do Flamengo. A camisa será predominantemente branca e tem previsão de lançamento para maio. A principal novidade será o escudo de remo do clube no peito, no lugar do CRF, algo já feito nos uniformes de 1995 e 2010. A faixa vermelha também terá a mesma tecnologia da camisa rubro-negra com a palavra “Mengo” em alto relevo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s