Var para onde?

Imagine um momento de ápice em sua vida. O nascimento do seu filho, por exemplo. Contrações chegam. Gritos. Emoção. Disparada para a maternidade. A expectativa pelo primeiro choro. Primeira troca de olhares. E minutos depois da entrada na sala de parto, um médico cruza o corredor para informar que sua esposa não estava grávida. Parece absurdo, não é?

Guardadas as proporções da comparação exagerada, é mais ou menos assim que os torcedores que tem saído de casa para ver jogos em que o VAR (Sistema de Vídeo-Arbitragem, em português) tem sido utilizado.

Imagine a sensação dos torcedores do Manchester City nas quartas de final da Champions que explodiram em emoção, nos acréscimo, mas viram seu time ter o gol da classificação anulado após a revisão do VAR. Detalhe: decisão justa da arbitragem com o auxílio do recurso eletrônico.

Mas o fato é que a natureza do futebol começa a mudar com o emprego da tecnologia e isso não é necessariamente ruim. O VAR tem como lema “interferência mínimam, máximo benefício”. Se seguir a própria máxima, a ferramenta traz justiça ao futebol e evita futuros erros históricos. Ninguém deseja perder com um erro do árbitro. Muito menos o árbitro deseja ser o responsável pela eliminação injusta de uma equipe.

O grande questionamento é sobre o tempo que tem se levado para tomar as decisões e os eventuais excessos de interferência externa em jogadas que o próprio árbitro da partida deveria intervir.

A própria Federação Paulista de Futebol reconheceu que as decisões do VAR podem ser mais rápidas. Na semifinal entre Palmeiras e São Paulo, por exemplo, o gol de Deyverson foi anulado após mais de três minutos. Na final do Gauchão entre Grêmio e Internacional, o gol marcado pelo atacante André, do Tricolor, aos 15 minutos da etapa inicial, foi anulado após três minutos para que o árbitro tomasse uma decisão sobre a existência do impedimento. O tempo ideal considerado Fifa é de até um minuto por revisão.

Parte dos árbitros tem se mostrado inseguros no uso da ferramenta. E não apenas os de campo. Os profissionais da cabine também parecem promover, em certas situações, interferências excessivas. Para uma tecnologia recém implantada, ajustes são normais.

Mas antes que o tédio comece a matar o calor da arquibancada no momento mais especial do futebol, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e as Federações precisam tomar uma atitude. Diferente de outros esportes, como basquete, vôlei e tênis, o gol é algo raro. Muitas vezes um por jogo. Por isso gritar gol é tão especial. É o orgasmo, o ápice da paixão pelo futebol. Ir contra isso é atentar contra esse patrimônio maravilhoso das arquibancadas do mundo inteiro.

Reta final da Lampions

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) marcou as semifinais da Copa do Nordeste de 2019 para o dia 9 de maio. Às 19h, no Estádio Almeidão, em João Pessoa, o Botafogo-PB recebe o Náutico, já às 21h30, na Arena Castelão, em Fortaleza, o Tricolor do Pici encara o Santa Cruz. Os jogos únicos tiveram os mandos definidos por melhor campanha e os vencedores vão decidir o Nordestão, em partida de ida e volta, nos dias 22 e 29 de maio.

Craque da Galera

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol abriu a votação para a escolha do “Craque da Galera” no Campeonato Potiguar 2019. A premiação será feita com o voto dos torcedores através do http://www.fnf.org.br/craque até a próxima terça-feira (23), véspera do segundo jogo da decisão entre ABC x América. Disputam a premiação os goleiros Edson (ABC), Wadson (Globo), Messi (Palmeira); o zagueiro Jadson (Santa Cruz); o volante Edson (Força e Luz); meia Jânio (Assu) e os atacantes Adriano Pardal (América) e Jefinho (Potiguar).

Vaga na final

Os ingressos para a decisão do Campeonato Potiguar de 2019 entre América e ABC já estão à venda. A partida acontece na próxima quarta-feira (24), às 21h30, na Arena das Dunas, em Natal O acesso ao público acontecerá a partir das 19h. Até domingo (21), os bilhetes para os setores Sul (América) e Norte (ABC) serão vendidos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). O setor Leste (América) custa R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Já o setor Premium, destinado as duas torcidas está à venda por R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). A partir da segunda (22), os preços terão acréscimo de 50%. Confira aqui onde comprar.

Volta de Neymar

Fora dos gramados desde janeiro em razão de uma nova lesão no metatarso do pé direito, Neymar pode voltar a jogar neste domingo (21), na partida entre Paris Saint-Germain e Monaco, às 16 horas (de Brasília). O jogo pode resultar no título do Campeonato Francês para o time da capital francesa. O brasileiro tem passado por avaliações físicas. A expectativa é de que o jogador possa retornar à atividade para começar a recuperar o ritmo de jogo antes da Copa América.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s